Mestre Instalado é Grau Maçônico?



Em Maçonaria tida como Simbólica, os graus maçônicos são três: Aprendiz, Companheiro e Mestre. Os demais graus acima destes em alguns ritos podem chegar a 33 (do 4º ao 33º) como é o caso dos Ritos Adonhiramita, Escocês Antigo e Aceito e Brasileiro. No Rito Francês ou Moderno, o ápice é o Grau 9 (4º ao 9º). Existem, também, Ordens de Aperfeiçoamento “inglesa” e “americana”.

Toda Loja Maçônica tem um presidente conhecido como Venerável Mestre, cujo título distintivo é dado ao irmão legalmente eleito e devidamente Instalado conforme Ritual específico. Passado o período de sua gestão, o Venerável Mestre recebe o título de Ex-Venerável Mestre ou Mestre Instalado (Maçonaria Francesa) ou “Past Master” (Maçonaria Inglesa).

No Brasil, a prática do Ritual de Instalação foi introduzida através das Grandes Lojas nascidas da cisão de 1.927, quando as suas lideranças buscaram base nos trabalhos perpetrados pelas Grandes Lojas norte-americanas onde se pratica o Rito de York (americano) que, de certa forma seguem o modelo Inglês dos Antigos que, por sua vez aderem o Cerimonial de Instalação.

O Venerável é Instalado no Sólio como dirigente maior da Loja por um Conselho de no mínimo três Mestres Instalados previamente elegidos para tal, e desfeito logo após o cerimonial. A partir de 1968, o Grande Oriente do Brasil também adotaria esse costume introduzindo-o através de um Ritual específico produzido, a pedido, por Nicola Aslan. Através do Decreto nº 2.085 de 11 de junho de 1968, o então Grão-Mestre Geral do GOB, irmão Álvaro Palmeira, decidiu:

...“Artigo Único. O Mestre Maçom, que tenha recebido a instrução esotérica de Mestre Instalado, por ter sido eleito Venerável Mestre de Loja Simbólica, ou exercido por eleição esse cargo, tem direito a usar a sigla M∴ I∴ após o respectivo nome.“. ...

Com isso, adquiriu-se o costume de se apor ao nome do Obreiro na qualidade de Venerável (ou ex-Venerável) as letras tripontuadas - “M∴ I∴” -, o que não tardou a ser qualificada por alguns como se a qualidade distintiva de um Mestre Instalado fosse um Grau, o que de fato não é.

“O ápice da Maçonaria Simbólica é o Grau de Mestre Maçom. Ser instalado Venerável Mestre é o ápice do Mestre Maçom.”.

CLEBER TOMÁS VIANNA

Cadeira 36

Patrono: Cônego Januário da Cunha Barbosa 



Nosso estimado Confrade Cleber Tomás Vianna, está celebrando os 45 anos da sua iniciação como Aprendiz Maçom. clique nesse link para conhecer um pouco mais sobre a vida desse valoroso maçom brasileiro!

Comentários

  1. Respostas
    1. No dia 20 de junho, o especial Jornal “A Voz do Escriba”, muitíssimo bem elaborada e editada pelo seu Editor-Chefe, Sapientíssimo irmão, amigo e Confrade Jarice Braga, me prestou uma significativa e inesquecível homenagem, felicitando-me pelos meus 45 anos de iniciado na Maçonaria.

      Tal homenagem me foi muito cara, haja vista ter percorrido essa jornada de 45 anos com muito labor, dedicação, desprendimento e fraterno apego aos meus queridos irmãos.

      Às vésperas de receber a Comenda D. Pedro I, honrosa distinção que faz o GOB aos seus obreiros, a última entre tantas outras Comendas e Distinções por mim já recebidas, me deparei com recordações impares, tais como Cargos e funções de grande importância à Ordem Maçônica.

      Exercí os honrosos Cargos de Venerável Mestre em diversas Lojas da Grande Loja do Estado de São Paulo, onde fui iniciado em 22 de junho de 1979; Venerável Mestre em diversas Lojas em Salvador/Bahia; Deputado Estadual da PAEL- Poderosa Assembleia Estadual Legislativa; Secretário de Orientação Ritualística Adjunto do Rito Moderno e Grande Secretário Geral de Orientação Ritualística, do antigo Grande Oriente Estadual da Bahia e Delegado do SCRM para os estados da Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte e Piauí.

      Fiz mais de 70 Palestras e Conferências Virtual e Presencialmente, em diversos estados do Brasil e inclusive a nível internacional, como México, Portugal, Espanha, além da participação efetiva em diversos importantes Congressos Maçônicos. Frutos de muitas pesquisas lançaram em 2018 o meu Livro “Rito Francês ou Moderno, Fundação, Usos e Costumes no Brasil”, o qual foi traduzido para o Espanhol e lançado em 2022 na Comunidade Europeia, tendo a sua segunda Edição lançada em 2023 pela Editora UICLAP, no Rio de Janeiro.

      Também participei de várias obras literárias como coautor, todas de grande significação, em especial, a que fiz para a Academia Brasileira de Letras do Brasil, Sucursal São Paulo, na “Coletânea: Imortais, Amigos e Convidados”. 1ª Edição/2023 – Editora Scortecci” e bem mais recente, a “Coletânea Maçonaria & Democracia” carinhosamente editada pelos Confrades Helio Leite e Luis Abner, que breve virá a lume pela Editora "A Gazeta Maçônica", entre outras não menos importantes, as quais declinarei em outra oportunidade.

      Muito se teria a falar sobre o que fiz e o que pretendo ainda fazer pela Arte Real, mas no momento, expresso de forma muito agradecida, que o conjunto de coisas feitas e o seus êxitos, foi absolutamente recompensado por tão grata homenagem feita pela “A Voz do Escriba”, fato que me dou satisfeito e certo do salário pago com louvor.

      Obrigado, meu Sapientíssimo amigo, irmão e Confrade Jarice Braga! Você me brindou e me fez sentir honrado por todo o meu empenho em prol da nossa Gloriosa Ordem Maçônica - .

      Cleber T. Vianna, MI.
      Cadeira 15 - AMALBA
      Cadeira 36 - ANMI
      Loja Cavaleiros do
      Delta, 4544, GOB-PI.

      Excluir
  2. Prezado Confrade e muito querido Irmão Cleber Tomás Vianna, conhecido de longa data, pois iniciamos nossa experiência maçônica no mesmo ano, no mesmo Distrito Maçônico e na mesma Grande Loja, a GLESP. Nosso reencontro através das atividades dessa novel e promissora Academia foi um surpresa muito agradável. Reconexão imediata. Felicitações pela passagem de mais um aniversário de iniciação. Saúde e vida longa! Fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  3. Em breve, espero recebe-lo como convidado do SalmoCast133. Por favor, desde já solicito que nos brinde com um momento musical!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Maçonaria, Poetas, Poesias e Antologias

1a. ANTOLOGIA POÉTICA - ANMI